quarta-feira, 19 de maio de 2010

Fabula existencial super breve


No tempo em que o tempo não era dinheiro, o homem-cordeiro se encontrava a pensar no Riacho dos valores, foi quando o Lobo-Capitalismo disse:

-Porque está a poluir de questionamentos o meu Riacho de Valores?

-Como posso não questionar se seus valores surgiram a partir dos meus questionamentos?

-Se não és tu que está a poluir, foi então o teu pai, porque desde o principio, o homem é o lobo do próprio homem, foi quando tu me criaste para ser teu lobo.

O Homem-cordeiro estremeceu e disse:

-Se fui eu que te criei, então, posso me abster desse riacho.

Então o Lobo-capitalista engoliu enfurecido o Homem-cordeiro

MORAL: Às vezes mesmos indigestos, os homens-cordeiros revolucionários são engolidos pelo Lobo-capitalista.

Por: Deborah Cabral, Mara Tavares, Julieth Correa, Camille Nascimento, Wanessa Viana e Brunnela Veloso

Oficina de Texto-2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário