sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Caco Barcelos na feira do Livro


Com uma trajetória incrível, de taxista a jornalista, Claudio Barcellos de Barcellos, ou como é mais conhecido, Caco Barcellos, foi o convidado para o Encontro Literário do dia 29/08 na XIV Feira Panamazônica do Livro.
Apresentado por Adelaide Oliveira, o encontro se mostrou esclarecedor.
Caco foi muito gentil e simples. Os jovens jornalistas estavam ansiosos, pois na sua frente estava o homem que mostrou que é possíveil sim, jornalistas iniciantes fazerem grandes reportagens, desde que tenham orientação adequada.
Quando perguntado por Adelaide Oliveira, qual a essência da boa reportagem, Caco foi enfático, “é respeitar o pior dos bandidos da mesma forma que você respeita o Presidente da Republica”.
Um trabalho ético, que mostra o contexto, sem desvalorizar nenhum personagem, esse é o jornalismo de Caco Barcellos, “toda regra que vale para o cidadão comum vale para a gente. Ético ou não ético é o profissional, quando a gente pensa em ética tem que pensar nas pessoas que usam os meios”.
Caco diz o que muitos jornalistas parecem ter esquecido, “a culpa de quem é mal informado não é de quem é mal informado, mas de quem informa".
Hoje com a descentralização da informação, redes sociais, Blogs e Twtters, se mostram como novas ferramentas de comunicação, “a mídia social é uma grande forma de democratização do modo que a a gente faz jornalismo”.
Quando perguntado como é a sua independência editorial diante de um império da comunicação como a Rede Globo, Caco não teve duvida, “um profissional serio tem sua independência respeitada”.
E foi com profissionalismo que Caco e seus jovens jornalistas conseguiram que o Profissão Repórter (que era um quadro no Fantástico) conseguisse sua independência e tivessem seu próprio programa.
Caco Barcellos é sem duvida um grande jornalista, não descansa e não tem medo. Trabalha um novo formato de jornalismo, fazendo uma revolução no modo de informar. É um grande exemplo, principalmente para aqueles que assim como eu estão começando sua trajetória no jornalismo.


Um comentário:

  1. Essa 1ª foto do Caco não é minha to logo avisando, não me lembro de quem é, peguei no site do Hangar.

    ResponderExcluir