terça-feira, 16 de novembro de 2010

1° Semana de Comunicação do Lar de Maria: "A comunicação e o 3° setor: praticas e responsabilidade social" (1° dia)

Com o objetivo de estimular o debate entre a comunicação e o 3° setor (ONGs). A Associação Assistencial Espirita Lar de Maria, promoveu no periodo de 8 a 12 de novembro a 1° Semana de Comunicação do Lar de Maria, que teve como tema, "A comunicação e o 3° setor: praticas e responsabilidade social".

O terceiro setor surgiu quando o poder publico não conseguiu dar mais conta de atender as necessidades da população. Rosana Barros do Grupo de Apoio à Adoção Renascer, que é resultado de um movimento nacional, frisou a necessidade de espaço na midia para que se possa enfrentar os mitos e preconceitos que giram em torno da adoção: "claro que o espaço na midia é muito importante para que a gente possa criar uma nova cultura em torno da adoção". O Renascer sente as dificulades do contato maior com os profissionais da comunicação, eles tentam manter seu site, mas não tem um comunicólogo voluntario com conhecimento na area, além disso não dispôe de uma sede propria, funcionando no Lar de Maria.

O Movimento Republica de Emaús também esteve representado atraves de Jaqueline Almeida do CEDECA, que trabalha para que os direito das crianças e adolescentes sejam respeitados e o ECA seja cumprido. Para que isso se realize, o dialogo com a imprensa é fundamental, para que todos, inclusive a propria imprensa, não trate a criança ou adolescente como inferior; eles são Sujeitos de Direito, com direito a comunicação e a participação, "se a linguagem é inerente do ser humano, a comunicação é uma condição de todos, portanto um direito humano".

Alberto Muller coordena em Barcarena o Projeto Social “Bola pra frente, educação pra gente”, da ALUNORTE, que atende as necessidades da comunidade de Barcarena, e proporciona aos jovens a oportunidade de participar de um torneio de futebol na Noruega, além de sociabilização e troca de experiências. Ele ressaltou a importância de se trabalhar com a família da criança, para que em casa se tenha a continuidade do que é trabalhado no projeto, pois “de forma alguma você vai mudar o ser humano se ele não quiser mudar, e esse alerta tem que nascer do berço e da escola”.

Iniciativas como essa fazem toda a diferença e necessitam de maior visibilidade na mídia. A ONG No Olhar trabalha com reciclagem de produtos e geração de renda, mas segundo Leandro Brito, assessor de imprensa da ONG, eles sentem uma carência de espaço para mostrar seus trabalhos, e com isso de conseguir novos parceiros, pois “algumas empresas se interessam e outras não”, e muitas desconhecem a iniciativa da ONG pela falta de foco da mídia em trabalhos desse tipo.

A segunda mesa contou com a participação de Roberto Moreira, professor do curso de Comunicação Social da UNAMA, que discutiu o ensino da comunicação e a relação com o 3° setor. Ele ressaltou a necessidade de um profissional da comunicação em ONGs, para que esse comunicador possa articular meios de maior divulgação do trabalho da ONG, para maior captação de recursos, e principalmente para que a comunidade saiba o que esta se passando. Mas “na maioria das organizações do 3° setor a comunicação ainda é menor que o ideal” principalmente porque o 3° setor interage com vários públicos, e isso é crucial.

O 3° setor tem que planejar, para isso precisa de um profissional de comunicação fazendo o plano de comunicação daquela ONG, para isso é necessário que o profissional da comunicação que trabalhe com as ONGs esteja diretamente comprometido com a causa, que deve ser aprendido desde a formação universitária do jornalista.


Clique na Imagem para ir para o site do Lar de Maria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário