terça-feira, 23 de novembro de 2010

Porque é necessário respeitar as leis na escola?

A jovem escritora, minha irmã, Dalissa 
Cabral
Assim como milhões de pessoas, eu tambem vou à escola, e que o objetivo maior é aprender todo mundo sabe, mas o que adianta aprender se não respeitar as coisas?

Horarios, modo de se vestir, é tudo para nos fazer entender que temos que viver em regras para termos o equilibrio social. Temos que ter o bom senso nessas horas; o uso do boné é proibido porque a escola acha que quem usa é bagunceiro(a), que não respeita o ambiente escolar, mas as vezes é só questão de estilo como diz a entrevistada Deborah Rabelo quando é questionada sobre o uso do boné, "é uma questão de mostrar seus estilo".

Se a escola conversasse sobre o uso do boné talvez os alunos entendessem  porque a a escola não quer.

O boné não é a unica queixa da escola, como mostra o texto "Regras, sim!" e Alanna Della Nina, o texto diz que aparelhos com musicas e as "namoradinhas" são uns dos campeões de queixas pelos professores, atrapalham as aulas e causa das quedas de rendimento escolar.

Não  vejo nenhum problema no uso do boné ou outro assessorio, claro que não passe dos limites; e com uma boa conversa, com certeza chegaremos a um concenso.

Dalissa Cabral Rabelo
 

Ps: Gente a Dalissa Cabral é minha irmã e esse texto ela fez na escola dela a pedido da Professora Ercilina Martins, eu gostei do texto e publiquei, tambem queria parabenizar pela iniciativa da professora de debater esse assunto, em que na maioria das vezes só é imposto ao aluno a vontade da escola.

Ps2: O texto referido é da Revista Yesteen, eu tentei contato com a revista para obter as informações sobre o texto já que a minha irmã só tinha a copia da pagina que foi entregue em sala de aula, mas ninguem me respondeu, então não sei o ano nem a edição que saiu. Mas quem quiser pode entrar em contato comigo via email que eu mando uma copia.

Blog da Escola Augusto Olimpio onde ela estuda:
http://blogandocomoaugustoolimpio.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário